Bloqueio criativo: o desafio do redator web

Bloqueio criativo: o desafio do redator web
(Nota 5) 3 voto(s)

O bloqueio criativo acaba acontecendo mesmo nos melhores redatores web. Não é todo dia que estamos nos sentindo com a maior criatividade e nossas escritas saem com a maior fluidez e rapidez do mundo, não é?

Assim, por mais que você escreva todos os dias, por mais que você trabalhe com isso e goste muito, é normal ter um dia um pouco menos produtivo.

Porém, mesmo que lá no fundo você saiba disso, ainda pode bater um desespero! Afinal, ao trabalhar de freela não dá para deixar muita coisa acumular… até porque suas contas dependem da sua produção.

-Oh! É verdade! Socorro! Como posso me livrar desse mal e ter criatividade de novo? (Você me perguntaria).

Calma, acompanhe o texto que vou dar algumas sugestões!

 

Como se livrar do bloqueio criativo e ser um redator feliz de uma vez por todas?

“Oi, sumida! rs” é o que você teria vontade de falar para sua criatividade se pudesse conversar com ela, não é? Vai que ela resolve cair no papo! Mas para lidar com ela não é bem assim. Você precisa ter um jeitinho melhor.

Para trazer a criatividade de volta para perto, você precisa das seguintes dicas.

 

Leia muito para estimular a sua criatividade

Não importa se é algo relacionado ao conteúdo que você precisa escrever, mas por meio da leitura você vai pegando técnicas, descobrindo vocabulários novos e encontrando o seu estilo.

Uma situação que costuma acontecer quando trabalhamos escrevendo é que quando estamos realizando qualquer tipo de leitura, analisamos com mais cuidado a forma de escrever do autor e ainda temos um olhar mais crítico. Você já se deu conta disso?

Conseguimos perceber as artimanhas usadas no texto e às vezes até um erro de ortografia. Também podemos nos inspirar em alguma técnica ou jeito de escrita.

Além disso, ao ler você obriga seu cérebro a formar as cenas e momentos dos personagens. Você está estimulando sua imaginação. O que é diferente de já dar ao seu cérebro um conteúdo todo pronto, como um filme.

 

Escrever sempre é outra dica imprescindível

É uma forma de você treinar e aos poucos esculpir a habilidade da escrita. Você não precisa toda vez escrever sobre algo relacionado a um job. Tentar se arriscar em uma escrita diferenciada, como uma poesia ou crônica, pode ser um jeito de estimular o cérebro a pensar diferente.

Da mesma forma, escrever sobre os seus sentimentos é um meio de ajudar a organizar as suas ideias e ainda deixar a mente mais leve. Quem sabe seu bloqueio não está aí presente justamente por causa de um sentimento mal elaborado? Muitos conteudistas compartilham da opinião de que escrever é terapêutico.

 

Não tente começar pelo começo

Com o tempo você vai se conhecendo melhor e descobrindo suas dificuldades e facilidades. Algumas pessoas acham mais penoso começar um texto. Outras se atrapalham com o desenvolvimento. E há aquelas que acham um sacrifício colocar uma conclusão.

Então se começar um texto for mais dificultoso para você, tente começar pelo desenvolvimento. Se você, no meio do texto teve um insight bacana para colocar na conclusão, anote logo antes que você esqueça.

Também é legal, antes de começar a escrever o texto, dividi-lo em partes. Pense em todos os tópicos e subtítulos cabíveis. Comece pelo que você julgar mais fácil. No final, você junta tudo.

 

Faça uso do brainstorming

Como eu mencionei no tópico anterior, antes de começar a escrever, pense nos tópicos importantes a serem falados. Vá anotando todas as palavras, frases, ideias que forem surgindo na sua mente para cada tópico. E assim como a dica dada acima, comece a falar sobre o que você acha mais fácil.

O brainstorming é uma chuva de ideias. Então, anote tudo o que surgir na cabeça, sem nenhum julgamento. Depois, com mais cuidado, você analisa o que deve ser colocado e o que deve ser riscado.

Fazer pesquisas em outra língua pode acender o farol que faltava para iluminar suas ideias. Você não fará uma tradução do texto, óbvio. Mas alguma frase pode lhe fazer pensar em alguns parágrafos.

 

Esteja presente de corpo e mente

Não adianta você estar numa cadeira e de olho no computador, se sua mente estiver vagando por outra dimensão. Assim, se estiver num dia ruim, se tiver um problema a ser resolvido, tente lidar logo com isso, na medida do possível.

É importante também sentir-se com o corpo descansado. Ter uma noite boa de sono ajuda na produtividade do dia seguinte.

 

Tenha um bloco de notas perto em todos os momentos

Você acha isso meio louco? Alguns criadores (de conteúdo, de poesia, de música, de design, ou de qualquer outra coisa que peça um esforço da criatividade) gostam de ter disponível um caderninho. Seja com folhas e lápis ou bloco de notas de celular, você pode anotar os insights que aparecem de repente, como no meio de um engarrafamento (mas não faça isso se estiver dirigindo, ok?).

A questão é que algumas vezes, sem você perceber, o seu cérebro está trabalhando no assunto. Interessante, não? Por isso surgem aquelas ideias de repente, nas horas menos esperadas.

Assim, tentar anotar a ideia na hora que ela surge evita se esquecer dela mais tarde.

 

Exercite-se ou pratique uma atividade relaxante

Fazer atividades físicas estimula a circulação sanguínea, deixando seu cérebro mais ativo. Além disso, promove um relaxamento horas após a prática. Yoga ou meditação também dão essa sensação de relaxamento, diminuindo o estresse. Ainda existem aqueles que relaxam ouvindo alguns minutos de música.

Essas atividades são, ainda, uma forma de esquecer um pouco das preocupações cotidianas que todos possuem.

 

Entenda realmente o assunto que você precisa escrever

Entender bem o assunto é primordial para conseguir escrever sobre ele. Do contrário, você tende a escrever quase cópias dos artigos que você está lendo para obter ideias.

Para você conseguir escrever com suas próprias palavras e ainda ter novas ideias interessantes, você tem que conseguir falar sobre algo ou escrever sem precisar ficar consultando os artigos inspiradores o tempo todo. Eles terão que ser apenas uma base para você montar o seu próprio. Ok?

 

Criatividade, você por aqui? Não quer entrar e tomar uma xícara de café?

Finalmente ela voltou. Aproveite o momento glorioso para manter seu foco e fazer suas criações.

Você já entendeu que ter mais criatividade em um dia e menos em outro é humano. Então não se cobre tanto no momento em que ela não estiver ao seu lado (mas também tente não se acomodar muito com isso, para o bloqueio não virar uma desculpa para a preguiça).

Usufrua o momento e pratique ainda mais a arte da escrita. Quanto mais você pratica, mais fácil fica. Crie o hábito de manter-se em concentração máxima nessas horas, sem distrações ao alcance (como a aba do Facebook aberta).

Com o hábito criado, você continua a exercer a atividade frequentemente, ainda que falte um pouco de motivação no dia, sabia?

Leia e releia o que você escreveu, para ajudar a manter sua mente focada, quando estiver sentindo que está começando a se dispersar.

Você sempre acaba aprendendo no final das contas. Os dias mais criativos ativam a imaginação a produzir coisas bacanas. Adquirir habilidade nessas produções torna os dias de pouca criatividade menos árduos. Já os dias em que a criatividade está longe, podem oferecer um autoconhecimento do que prejudica sua produção.

Se você gostou das sugestões de como um redator web pode lidar com o bloqueio criativo, também irá gostar de saber como encantar o leitor em 7 segundos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *