Na língua portuguesa, algumas palavras e expressões frequentemente causam dúvidas, até mesmo entre redatores experientes. “Demais” e “de mais” são exemplos clássicos dessas confusões, pois embora pareçam semelhantes, essas expressões têm significados e usos diferentes.

Mas você sabe qual é a diferença entre esses dois termos? E quando utilizar corretamente cada um deles? Não? Então continue a leitura deste artigo para aprimorar suas habilidades de escrita e criar conteúdos credíveis, claros e precisos para os seus clientes.

Entendendo a expressão “Demais”

“Demais” é uma palavra única que pode atuar como advérbio ou adjetivo, dependendo do contexto. 

Quando usada como advérbio, “demais” significa “em excesso” ou “muito”. Veja alguns exemplos:

  • Ela fala demais durante as reuniões (Ela fala em excesso.)
  • Estou cansado demais para sair hoje à noite. (Estou muito cansado.)

Como adjetivo, “demais” é utilizado para se referir a “os outros” ou “os restantes”. Por exemplo:

  • Os demais funcionários já foram embora. (Os outros funcionários.) 

E o que é “De Mais”?

“De mais” é uma locução formada pela preposição “de” e o adjetivo “mais”. É utilizada para se referir a uma quantidade maior de algo, geralmente em comparação a algo ou alguém. Observe os exemplos a seguir:

  • Ele não trouxe nada de mais para a festa. (Nada além do necessário.)
  • Você quer algo de mais para complementar o relatório? (Algo a mais.)
  • Neste projeto, você não pode errar nem de mais, nem de menos. (Contraste com “de menos”.)

Diferenças entre “Demais” e “De Mais”

Como vimos, a principal diferença entre “demais” e “de mais” está no contexto e no significado das frases em que são usadas. 

Enquanto “demais” está ligado a excesso ou quantidade muito grande, “de mais” é utilizado para indicar algo adicional ou em comparação.

  • Ela comeu demais e passou mal. (Ela comeu em excesso.)
  • Não há nada de mais no comportamento dele. (Nada a mais, nada extraordinário.)

Dicas práticas para não errar no uso do “Demais” ou “De Mais”

Para garantir que você esteja utilizando essas expressões corretamente, aqui vão algumas dicas práticas:

1. Substitua por sinônimos

Se estiver em dúvida, tente substituir a expressão por um sinônimo que tenha um sentido claro. 

Se você pensa em usar a palavra “demais”, substitua por “muito”. Se o sentido da frase se mantiver, você está no caminho certo. Exemplo:

  • Ela é inteligente muito. (Correto: Ela é inteligente demais.)
  • Há pessoas muito nesta sala. (Incorreto, correto seria: Há pessoas de mais nesta sala.)

2. Verifique o contexto da frase

Se você puder reescrever a frase utilizando “a mais“, então “de mais” é a opção certa. Exemplo:

  • Ele não trouxe nada de mais. (Ele não trouxe nada a mais).

3. Leia em voz alta

Ler a frase em voz alta pode ajudar a identificar se a construção está fluida e correta. Muitas vezes, o ouvido pode captar a falta de naturalidade na expressão incorreta.

Conclusão

Entender a diferença entre “demais” e “de mais” é fundamental para quem deseja escrever com precisão e clareza. 

Esta compreensão não apenas aprimora a qualidade do seu texto, mas também demonstra profissionalismo e cuidado com a linguagem. 

Ao dominar esses detalhes, você estará mais preparado para oferecer um conteúdo de qualidade aos seus clientes.Aproveite para continuar aprimorando suas habilidades de escrita e explore outros conteúdos relevantes no blog da Meu Redator. Lá, você encontrará diversas dicas e informações valiosas para se tornar um redator ainda melhor!