Marketing conversacional: o que é e como usar essa estratégia
5 (100%) 4 voto[s]

Quando as pessoas falam sobre o que consideram, em uma empresa ou um serviço, um atendimento de qualidade, uma das principais questões levantadas envolve o atendimento que receberam. O fato é que, seja no ambiente físico, seja no online, consumidores gostam de ser bem tratados. Partindo, então, dessa premissa, surge o marketing conversacional.

A expressão se relaciona com o termo “conversação”. Assim, podemos dizer que é uma ação baseada em conversas que, quando bem realizada, influencia positivamente nas vendas. Mas é importante ter atenção pois, com toda a evolução no processo de compras do usuário, existem algumas peculiaridades que devem ser consideradas ao implementar essa tática.

Acompanhe o artigo e entenda melhor o conceito, as vantagens e a melhor maneira de utilizar o marketing conversacional!

O que é marketing conversacional?

Também chamado de marketing de conversação, ele é uma forma de construir diálogos personalizados com os clientes, a fim de fazê-los avançar no funil de vendas. Ou seja, transforma usuários em leads qualificados e esses, em compradores da marca.

Com o avanço da inteligência artificial e com a mudança no comportamento de consumo, essa estratégia pode ser implementada por meio de chatbots, que podem ser usados tanto em sites quanto nas redes sociais.

Porém, apesar de o diálogo ser automatizado, não quer dizer que ele será maçante. A grande sacada está em criar conversas engajadoras e humanizadas, como se fosse uma pessoa de verdade por trás da comunicação.

Assim , é possível que o usuário tenha exatamente o que precisa e tire a dúvida que quiser, no momento em que lhe for mais oportuno. Ao mesmo tempo, a empresa ou o escritório consegue prestar atendimento e ser atencioso, mesmo sem disponibilizar de um atendente de plantão.

Quais as vantagens do marketing conversacional?

Antes de investirmos em uma estratégia, temos que ver seus benefícios, certo? Então, observe alguns!

Automatiza o atendimento

Como dito, não é necessário ter um atendente 24 horas por dia disponível para responder os questionamentos dos consumidores. Os chatbots, quando bem estruturados, dão conta do recado.

Isso agiliza as operações de uma empresa e os seus gestores podem se dedicar a ações mais estratégicas. Mesmo para os casos mais especiais que necessitam de um atendimento humano, os bots podem fazer uma triagem, para guiar o usuário à pessoa correta.

Gera e nutre leads

Por meio de algoritmos, os bots são capazes de classificar os leads e nutri-los para que avancem mais uma etapa da jornada de compras. Nesse processo, também colhe informações importantes sobre as necessidades e o perfil dos usuários, a fim de que sejam usados depois para aprimorar o relacionamento deles com a marca.

Oferece interação personalizada

Muitas ferramentas permitem personalizar os diálogos, para atrair vários perfis de consumidores ao mesmo tempo. Os diálogos ficam bem próximos da realidade e a sensação é de que existe uma pessoa de verdade do outro lado.

Além disso, a cada interação, o sistema armazena dados, alimenta sua base de informações e os utiliza em conversas futuras.

Melhora a experiência do consumidor

Os consumidores de hoje desejam um processo de aquisição simplificado, sem que precise passar por muitos passos para finalizá-lo. Ao mesmo tempo, ele está mais exigente na etapa de pesquisa, já que a internet facilita o encontro de informações. Além disso, ele tem necessidade de encontrar tudo de forma instantânea.

Na web, cada detalhe faz diferença. Ao atender as expectativas desse cliente, a empresa tem a oportunidade de fazer com que ele tenha uma boa experiência de compra, já que ele sente que a empresa tem consideração por seus clientes. Assim, existe mais chances de ele se tornar fidelizado.

 

Como utilizá-lo?

Ainda que a inteligência artificial nos ajude a investir em estratégias de forma mais eficiente, não podemos nos esquecer que estamos lidando com pessoas, e que cada uma tem suas particularidades, problemas e desejos distintos no momento da compra.

Invista em chatbots e chat online

Essas não são as únicas maneiras de fazer um marketing conversacional. No entanto, hoje, com a facilidade da tecnologia, elas acabam sendo uma boa escolha. Enquanto o primeiro recepciona e faz a triagem, a fim de entender o que o usuário quer, o segundo é capaz de fazer um atendimento ainda mais próximo, o que mantém o cliente satisfeito.

 

Construa um diálogo engajador

Já que o nosso foco vai ser na conversa, a fim de oferecer um bom atendimento e fazer com que o usuário avance mais uma etapa na jornada, o diálogo precisa ser engajador. Para isso, é imprescindível ter uma noção geral do tipo de público que chega ao estabelecimento. Para um perfil mais jovem, por exemplo, algumas gírias e emojis podem ser usados, o que ajuda a criar mais afinidade com o interlocutor.

Faça interfaces amigáveis

O usuário precisa sentir que a plataforma onde ocorrerá a conversa é intuitiva e simples de ser usada. Botões, cores, tamanho da caixa de diálogo, opção para desativar a conversa, tudo influencia na sensação que o consumidor experimenta ao fazer sua interação.

Construa estratégias

É importante se lembrar de que essa ação ajuda a encaminhar o usuário para a próxima etapa do funil. Assim, ao perceber que ele interagiu com conteúdos de atração no blog, por exemplo, é interessante entregar mais conteúdos desse tipo ou, ainda, sugerir um conteúdo útil de referência. Entender como funciona a mente do consumidor e trabalhar com gatilhos mentais são outras ações relevantes. A intenção é prestar bom atendimento, ao mesmo tempo em que incentiva o usuário a perceber o valor que a marca tem.

Apesar de a intenção do marketing conversacional ser a de construir leads qualificados e clientes, seu foco não deve ser sempre o de fechar uma venda rapidamente. É preciso ter em mente que uma abordagem não-invasiva, como a que o inbound marketing valoriza, pode ter muito mais efetividade nos objetivos. Um consumidor que se sentiu bem acolhido e que teve suas demandas supridas tem grandes chances de retornar assim que tiver a necessidade de adquirir algo que a empresa vende.

Investir em marketing digital é essencial nos dias de hoje. Por falar nisso, você já conhece os serviços que o Meu Redator disponibiliza? Entre em contato e escolha o melhor plano para sua empresa!