Razões para acreditar que copywriting é um ramo lucrativo de atuação
5 (100%) 3 votos

‘Vender com os dedos.’ O conceito está no topo das tendências de trabalho freelancer nas redes sociais. Mudanças no cenário nacional econômico está trazendo diversos profissionais para a frente de seus computadores. A intenção? Aprender o ofício virtual de um ramo de atividade que está cada vez mais em alta no mercado: copywriting.

Usar textos para persuadir clientes a comprar algo não é novo. Mesmo as campanhas mais bem sucedidas de outbound marketing precisam de textos concisos e atrativos. Por isso, preparamos um post para ajudar você a entender as seguintes perguntas:

  • Qual é a diferença básica entre redatores e copywriters?
  • Quais os benefícios de aprender técnicas de copywriting?
  • Existe mercado para comercializar textos que vendem?
  • Quais são algumas razões pelas quais ser um copywriter pode ser tão lucrativo assim?

Vamos considerar esses aspectos importantes a partir de agora.

Redação e copywriting: a diferença básica

Há muitos aspectos técnicos envolvidos na produção de redação, incluindo elementos que envolvem gramática, ortografia e regras normativas sobre menções, citações e outros detalhes.

Pode-se afirmar que um profissional de redação domina mais as tecnicidades de um texto bem escrito. Isso não o torna melhor ou pior que um bom copywriter. São ramos diferentes da mesma riqueza: o texto escrito.

Porém, um copywriter quer entender o modo de pensar de um público específico e seus hábitos de consumo. Pessoas que trabalham com copywriting querem saber o que um certo grupo da sociedade mais pensa em adquirir para resolver suas dores. Além disso, um profissional dessa área procura reproduzir textualmente a linguagem mais adequada para aquele público, da maneira que mais se encaixa em suas necessidades.

A partir daí, plataformas que usam esses textos podem criar um vínculo educativo com seus leitores, que agora querem saber mais sobre o assunto. Esse desejo de consumo de informação pode ser, até certo ponto, satisfeito com a oferta de algum produto ou serviço oferecido por essa plataforma online de contato.

Se por um lado, a redação em si é desprovida de argumentos de venda, o copywriter procura oferecer algo a seus clientes com habilidade de argumentação, sem empurrar o que não é procurado, nem tampouco desejado.

Alguns benefícios de aprender técnicas de copywriting

Quando redatores ou conteudistas estudam sobre técnicas de venda textual, eles passam a andar na direção do trabalho como copywriters.

Alguns dos benefícios de empenhar esforços aprendendo técnicas para vender com os dedos são:

  • Aumento no número de clientes
  • Elevada quantidade de jobs adicionais contratados
  • Senso de satisfação profissional ampliado
  • Possibilidade de ganhos extras para projetos pessoais

Assim, escrever para blogs e sites que vendem aumenta as chances de alcançar mais jobs no universo freelancer. Um copywriter não poderia ficar mais satisfeito do que saber que seus textos ajudam os clientes a alcançarem bons resultados financeiros!

O mercado copywriter é quente?

A resposta é evidente a todos os que usam a web em busca da solução de suas dores e problemas. Mas vamos exemplificar de forma pessoal, para entendermos melhor a questão: quantas vezes você já procurou um conteúdo que não encontrou?

Por exemplo, alguns problemas de saúde amplamente conhecidos ainda não foram explicados em conteúdos na web. Que oportunidade isso produz?

Diversas vagas para copywriters! Alguns deles mencionam que chegam a passar indicações para seu amigos porque ‘não dão conta do recado’. Assim, o aquecimento do mercado acaba sendo prova viva de que há, sim, diversas oportunidades para copywriters!

Empreendedores digitais procuram profissionais que consigam produzir textos que vendem. E a baixa qualificação de copywriters no mercado aumenta o valor de quem presta serviços com mais qualidade.

Por causa disso, separamos 7 razões para você acreditar que copywriting é um ramo lucrativo de atuação freelancer. Depois de considerar cada uma delas logo abaixo, pergunte-se: “Que tal me qualificar para lucrar no conforto da minha própria casa produzindo textos que vendem?”

7 boas razões para lucrar como copywriter

1. Grandes empresas investem pesado em conteúdo.

Grandes nomes do mercado que antes se escondiam apenas atrás do tradicional outbound marketing, hoje em dia dedicam boas fatias de seu investimento para aparecer mais na web. Blogs que são feitos para tornar o cenário empresarial mais pessoal, aproximando a empresa com o consumidor, atraem ótimas chances para bons copywriters.

2. Conteudistas têm oportunidades constantes de trabalho.

Trabalhar como copywriter permite trabalho constante com grandes portais de conteúdo, como o Meu Redator, por exemplo. Assim, se deseja lucrar mais como freelancer de conteúdo, você pode montar um bom portfólio virtual e oferecer seus serviços diretamente em algumas plataformas de produção ou de produtos e serviços. Uma boa agenda de trabalho garante dividendos constantes.

3. Quem convence mais, vende mais.

Para vender, um site precisa usar a linguagem mais persuasiva possível. Trabalhar como copywriter amplia sua visão sobre o melhor tipo de linguagem para tipos específicos de públicos. Você passa a vender mais quando convence mais. E esse tipo de texto é exclusivo dos copywriters, o que pode colocar vocês num cenário mais promissor em termos de ofertas de trabalho.

4. O copywriting é o ‘pai’ do funil de vendas.

O funil de vendas é um dos sistemas mais conhecidos de nutrição de leads do cenário atual brasileiro. Assim, é possível educar um segmento da internet produzindo conteúdos. Qual o tipo de conteúdo que mais cumpre essa promessa? Isso mesmo: O copywriting! Essa é outra forte razão para ampliar seus conhecimentos na área e não ser mais apenas um(a) redator(a).

5. O número de empreendedores digitais está aumentando rápido.

Quanto mais empreendedores digitais existem no mercado, mais textos são necessários para suprir a demanda de informação que eles disponibilizam. Essa grande demanda de trabalho dá a você mais uma forte razão para pensar em se qualificar para o mercado copywriter.

6. O ramo de copywriter possui uma flexibilidade distinta.

Cada profissional freelancer pode executar sua atividade com grande capacidade. Mas um dos ramos de atuação mais lucrativos é o da produção de conteúdo. Copywriters conseguem lucrar produzindo:

  • Blog posts
  • Posts para redes sociais
  • E-books
  • Revistas digitais
  • Infográficos
  • E-mail marketing

Esses são apenas alguns exemplos do que pode ser feito. A lista pode ficar ainda maior com cursos rápidos de capacitação, feitos à distância. As várias habilidades de um copywriter o coloca na direção de oportunidades mais fartas de trabalho.

7. A busca pela qualidade e por profissionais certificados.

Quanto mais freelancers entram no mercado, mais importante se torna certificar-se para um mercado ainda iniciante no Brasil. Para se diferenciar, um copywriter pode encontrar bons cursos e certificações na internet, sejam pagos ou gratuitos. Essas certificações os colocam à frente de quem está chegando agora.

Essas definitivamente não são as únicas 7 razões para você investir na ideia de ser um copywriter, mas são as mais claras provas de que trabalhar nessa área produzindo conteúdo de valor é uma decisão sábia.

Una seu objetivo à ideia de atuar nesse campo de atuação freelancer. Determine-se a se qualificar o mais rápido possível para se converter de redator para copywriter. Agindo assim, você potencializa suas chances de trabalho diante de um mercado que promete uma inclusão mais maciça de pessoas no ano que está começando!