Revisão de conteúdo: 8 dicas para garantir a qualidade de seus textos
5 (100%) 4 votos

Escrever conteúdos de qualidade tem se tornado cada vez mais desafiador. Entretanto, com a ajuda de uma boa revisão, textos e produções escritas ganham nova roupagem. Erros comuns de digitação, gramática ou concordância podem passar despercebidos pelo produtor de conteúdo, prejudicando a comunicação clara com o leitor. O revisor/editor de conteúdo, neste momento, é o responsável por alinhar todas as informações contidas no texto para deixá-lo pronto para ser publicado. 

Primeiramente, você deve saber que não se trata de uma tarefa simples, já que, assim como o escritor, o revisor possui prazos e metas para cumprir, que muitas vezes se tornam um pesadelo quando, por algum motivo, o seu ritmo de produção não se mantém constante. Pensando em maneiras de otimizar esse processo, nós, do Meu Redator, selecionamos para você, escritor, revisor e editor de conteúdo, 8 dicas para garantir que seus textos tenham mais qualidade e para tornar o seu trabalho ainda mais produtivo. Confira as nossas dicas!

Mantenha suas ferramentas de correção acessíveis

Antes de começar sua revisão de conteúdo, é importante que você verifique se todas as suas ferramentas estão acessíveis. Faça um check list com todas elas, a fim de que estejam disponíveis para quando você precisar. Dicionários online de sinônimos, antônimos, dicionários criativos e analógicos, softwares de revisão, correção ou aplicativos que o ajudem a revisar seus textos devem permanecer com você o tempo todo. É importante que as possíveis distrações sejam tão minimizadas quanto possível, para evitar que venham a atrapalhar o desenvolvimento e a qualidade de seu trabalho.

 

Faça uma primeira leitura rápida

A primeira leitura não deve ocupar a maior parte do seu tempo de revisão. Procure ler rapidamente, capture e corrija os pequenos erros de digitação, acentuação e pontuação. Utilizar essa primeira leitura para compreender o assunto e as informações que o texto aborda também é uma boa pedida. Durante a segunda etapa, o escritor ou editor deve se preocupar somente com os erros mais gritantes, deixando os problemas de concordância e gramática para outro momento.

 

Utilize o corretor automático

Por serem de fácil manuseio e bastante acessíveis, programas como Word e LibreOffice são cada vez mais utilizados por editores e escritores, principalmente em suas funções de auto correção. Apesar de não tão confiáveis, essas ferramentas lhe ajudarão a ganhar tempo e otimizar seu trabalho de revisão. Os corretores automáticos, entretanto, não substituem um bom trabalho de edição. Portanto, utilize essas plataformas sempre que precisar, mas não se esqueça de que, como qualquer programa, elas não substituirão a revisão humana.

 

Dedique mais tempo à segunda leitura

Na segunda leitura, você poderá dedicar mais tempo e atenção para cada parágrafo. Releia com calma e procure por erros camuflados, falhas gramaticais, discordâncias e qualquer outra falha que possa ter sido ignorada ou não identificada na primeira leitura. Agora é o momento de encontrar erros menos comuns. Concentre-se em cada palavra e, se algo lhe parecer estranho, investigue, utilize suas ferramentas e corrija o erro, caso necessário.

 

Edite e verifique o conteúdo

Ao contrário do que muitos pensam, revisar não se trata apenas de corrigir erros de gramática ou digitação. Na verdade, o trabalho vai muito além de uma simples correção. É nesta etapa que o profissional se depara com sua mais árdua tarefa: editar os conteúdos e verificar as fontes das informações contidas no texto. Você, revisor, não só pode, como deve, editar frases, trechos e até mesmo parágrafos inteiros para oferecer melhor sentido e coerência ao texto. Informações como dados, citações de outros autores e fontes de pesquisa também merecem sua atenção ao fazer a revisão do material para garantir a veracidade dos dados antes da entrega do texto.

 

Use um contador de palavras

Ao revisar seus textos, você poderá utilizar um contador de palavras, que em nada se assemelha aos contadores de caracteres disponíveis na web. Seu uso é bem recomendável, pois auxilia o redator a encontrar palavras e expressões repetidas com frequência na produção textual. Os contadores de palavras mais utilizados pelos usuários, disponíveis na web, são o Letter Count, o WordCounter360º e o Language Tool, todos muito simples de serem utilizados e com características bem semelhantes em seus sistemas. Ao revisar, o profissional também pode contar com dicionários de sinônimos e antônimos, disponíveis na web, para substituir as palavras ou termos mais frequentes identificados pelo programa.

 

Faça uma pausa

Mesmo com o auxilio de ferramentas voltadas para melhorar a produtividade, editar uma grande quantidade de textos pode se tornar cansativo. Neste momento, é comum que erros outrora identificáveis acabem passando despercebidos pelo profissional. Para evitar falhas, é importante que você procure mudar o foco de sua atenção. Faça uma pausa, saia da frente do computador ou coloque os textos de lado e espere alguns minutos para retomar suas atividades. Você verá que poucos minutos de descanso farão com que sua produtividade e concentração aumentem consideravelmente.

 

Releia e revise o conteúdo

Ao terminar seu processo de revisão, lembre-se de reler e revisar novamente seu trabalho. Faça uma terceira ou quarta leitura do material e fique atento a cada palavra. Ler em voz alta, ou pedir que outra pessoa leia seu texto, será interessante para que você tenha uma outra perspectiva de seu trabalho. Procure realizar essa última etapa após uma breve pausa, evitando que você deixe qualquer erro passar para garantir a excelência e qualidade de sua revisão.

 

E você, o que achou da nossa lista? Tem outras dicas que gostaria de compartilhar? Conte para a gente nos comentários!