Como tirar férias sendo freelancer?
4.8 (96%) 5 votos

Aahh… aquela vida mara de freelancer! Fazer o próprio horário, não ter chefe controlando, poder tomar um cafezinho na hora que quiser, trabalhar em casa de pijama. Tudo lindo e maravilhoso! Mas péra… as férias chegaram! Todo mundo se preparando para viajar. Você também vai conseguir aproveitar e tirar uns dias de folga para fazer aquela viagem tão desejada?

Bem, se você pensou: “impossível!”, saiba que você está errado! É claro que quem tem direito a 13º ou a um adicional a mais nesse período pode ter mais facilidades para se preparar. Mas, com um pouco de planejamento e dedicação, é possível, sim, dar-se alguns dias de descanso sem preocupação ou peso na consciência. E é isso que vamos ensinar aqui.

Então acompanhe e saiba como trocar aquela caneca de café por uns bons drinks!

 

 

Defina a data da viagem com antecedência

Nessa vida de ser freela é preciso planejamento para tudo. É por meio dele que você consegue cumprir suas metas diárias, fechar aquele projeto tão importante, não atrasar o job e ter seu dinheiro caindo na conta todo mês.

Se você já está dando conta de fazer um pouco disso, ótimo, porque já vai ser meio caminho andado. A diferença é que para as férias, essa organização, em vez de ser semanal ou mensal, vai ser num prazo maior.

Assim, meses antes, defina qual a melhor época para que você tire seu descanso. O bom seria tentar pegar aqueles dias que você sabe que não há tanta demanda. No entanto, essa também costuma ser a época em que todo mundo está viajando e qualquer passagem ou hotel ficam mais caros.

Você pode aceitar pagar esse valor a mais, já que seus amigos e sua família também estão indo nessa época, ou pode tentar tirar 2 ou 3 períodos pequenos durante o ano, aproveitando aqueles dias fora da alta temporada, em que tudo está mais barato.

 

Converse com seus clientes

Não é porque você tem um trabalho informal que você vai simplesmente sumir e deixar todo mundo imaginar que você foi abduzido. Justamente pela falta de formalidade, de estabilidade e por certa carga pejorativa que, às vezes, o termo “freelancer” ainda carrega, é importante mostrar profissionalismo.

Dessa forma, avise antes todos que possam precisar e depender de você. Deixe combinado com os clientes e com outros profissionais que possam solicitar seu serviço. Assim, todos se preparam para esses dias da sua ausência, podendo até pedir uns jobs adiantados ou deixa-los para o seu retorno.

Mais uma dica importante é deixar uma mensagem automáticano seu email. Fale que está de férias e diga o dia em que volta. Assim, caso alguém tente entrar em contato, já vai saber se pode criar expectativas ou não.

 

Deixe as tarefas adiantadas

Se você já tiver uma previsão do tanto de tarefas que cada cliente costuma pedir, faça todas e as entregue com antecedência. Deixar muita coisa pendente para a volta pode fazer com que sua cabeça não descanse nesses dias de férias.

Muitas vezes, aumentar a carga de trabalho algumas semanas antes pode ser uma boa solução para o tão esperado descanso, o que pode, até, dar uma sensação de recompensa. Faça algumas metas diárias, colocando esses jobs a mais. Só tome cuidado para não encarar um projeto novo na véspera ou acabar aceitando tarefas que ultrapassem o seu limite e o façam comprometer a qualidade da sua produção.

Além disso, evite entregar alguma coisa na véspera da viagem, pois se você tiver que realizar um ajuste, pode acabar sendo estressante.

 

Tenha parceiros de profissão

Ter colegas freelancers nos quais você pode confiar ajuda bastante. É possível, por exemplo, que para algumas tarefas urgentes e inadiáveis, alguém possa te substituir nesse período, sem deixar seu cliente na mão e frustrado por não ter o projeto concluído.

Ou, ainda, que alguém possa fazer aquele ajuste num trabalho, deixando você tranquilo para aproveitar seus dias. Isso pode ser, inclusive, uma relação de troca e você pode substituir essa pessoa quando ela também estiver nas férias dela.

Apenas esclareça essa substituição para seu cliente e se certifique de que não haja problemas.

 

Prepare seu psicológico para as férias

Muitas vezes nos acostumamos com aqueles dias de altas demandas e produção. Apesar do cansaço, vira um hábito ficar horas em frente ao computador, tentando render até o máximo do nosso limite.

Acontece que, apesar de termos aquele pensamento constante de que precisamos logo de umas férias, quando realmente paramos de produzir, podemos nos sentir com um pouco de culpa. Nosso cérebro se acostuma com tanta exigência, que ficar “sem fazer nada” dá um sentimento de remorso.

Entenda que você precisa desse descanso, inclusive para sua saúde mental (vamos evitar o burnout, né?) e que dar uma parada vai fazer você voltar com mais energia e vontade ainda.

 

Faça o planejamento financeiro

Será?

Estamos falando de: gastos + ficar uns dias sem trabalhar. Dessa forma, um freelancer que queira tirar férias precisa ser organizado, para que nenhuma complicação aconteça.

É importante, meses antes, fazer um cálculo do quanto você gastaria durante todos esses dias. Pense na passagem de avião (ou na gasolina e revisão do automóvel), hospedagem, alimentação, passeios e coloque um dinheiro a mais (para imprevistos ou presentinhos). Faça o somatório de tudo e divida pela quantidade de tempo que ainda falta para a viagem.

Ter uma planilha dos gastos financeiros pode te ajudar a controlar melhor a grana e saber exatamente onde você está gastando mais. Às vezes, evitar comprar aquela brusinha ou deixar de comer fora pode já fazer diferença.

Tente guardar, mensalmente, o valor equivalente a essa parcela, o que vai facilitar o pagamento lá na frente. Você pode até fazer um cofre ou uma poupança para isso. Inclusive, dependendo do pacote de viagens, se você tiver a grana para dar à vista, ainda recebe um bom desconto.

 

Seja um freelancer prudente

Dependendo do tipo de projeto e do cliente, pode acontecer de só você ter habilidade para resolver algo que seja extremamente urgente. Nesse caso, avalie a possibilidade de levar o notebook, para resolver esse tipo de demanda.

Mas, claro, isso apenas para esses casos especiais. O ideal é que você consiga se desligar e descansar. Assim, você aproveita bem o local em que está visitando, as pessoas importantes ao seu redor e a grana que você está gastando por tudo isso.

Entenda que todos precisamos ser bons profissionais, mas também merecemos um descanso. Afinal, de que adianta trabalhar tanto, se não podemos curtir o dinheiro que ele nos proporcionar, não é?

Agora que você já sabe que freelancer pode, sim, ter férias, planeje-se para sua tão desejada folga e já vá escolhendo o local do seu destino.

Enquanto isso, que tal pegar uns jobs para aumentar sua renda? Inscreva-se no Meu Redator e faça parte do nosso time!