Nômade digital: por onde um redator freelancer pode começar?
5 (100%) 5 votos

Talvez você já tenha percebido: as relações de trabalho estão mudando. É cada vez mais comum vermos pessoas optando por uma forma mais alternativa de levar a vida. Trocar o ambiente fechado de escritório por praias ou montanhas tem sido a opção para elas. Isso é o chamado nômade digital. E se você é (ou pretende ser) um redator freelancer, esse objetivo é plenamente possível para você também.

Mas claro, tudo precisa ser feito de forma responsável. Afinal, sempre temos aqueles boletos para pagar e que não podem acumular, não é? Assim, se você deseja fazer parte desse grupo, é importante traçar metas, fazer planejamentos, ir atrás de dicas e ter conhecimentos sobre o assunto.

Bem, então que tal acompanhar nosso post e ficar por dentro das melhores informações?

O que é ser nômade digital?

Ser nômade digital é trabalhar de forma remota e por meio da internet. O diferencial é que aqui o profissional tem um estilo de vida que permite se deslocar e fazer viagens enquanto ganha seu dinheiro.

Ou seja, você não precisa ter uma moradia fixa. Pode viver mudando de cidade e país, conhecer o mundo, mas sem deixar o trabalho de lado.

Geralmente, os nômades digitais escolhem um destino, onde irão passar semanas ou meses. Eles, ainda, podem ter várias profissões: redator freelancer, revisor de textos, designer, fotógrafo, palestrante, professor de aulas virtuais, vendedor online, enfim, qualquer coisa que dê para fazer usando a web.

Vantagens de ser um nômade digital

Já deu para imaginar a liberdade que uma pessoa com esse estilo de vida tem, não é? Então, veja algumas vantagens!

Trabalhar em qualquer lugar

Um dos maiores objetivos de quem procura viver dessa forma é a possibilidade de ter uma rotina mais flexível e trabalhar onde quer que esteja. Se ser redator freelancer já permite ganhar dinheiro sem sair de casa, ser nômade digital viabiliza continuar com sua independência financeira em qualquer lugar do mundo.

Não precisar tirar férias para viajar

Muitas vezes, em um emprego tradicional CLT, quem quer viajar precisa esperar um ano para ter direito a férias. Além disso, é preciso conciliar o período com outros colegas no trabalho. Mas quem tem esse estilo de vida não precisa passar por isso e pode viver viajando constantemente.

Ganhar cultura

Com essa liberdade toda de viajar, é possível enriquecer ainda mais o próprio conhecimento cultural, estar em contato com ideias e pensamentos diferentes, conhecer pessoas interessantes e aprender novas línguas. Diferentemente de um passeio rápido, você não será um turista de alguns dias. Você terá a oportunidade de viver como um habitante local, pelo tempo que quiser.

Dicas para se dar bem no nomadismo digital

Ok, sabemos que, apesar de fascinante, é preciso se preparar para evitar grandes problemas no caminho. Conhecer outros lugares é ótimo, mas desde que seja tudo tranquilo, né? Então anota aí as dicas!

Saiba como gerar dinheiro

O Meu Redator pode ajudar nessa questão, já que, na plataforma, você tem a opção de ser um redator freelancer. Isso pode ser um bom ponto de partida para você começar suas viagens e, ainda, continuar gerando dinheiro durante ela.

Para se cadastrar, é só disponibilizar seu portfólio e aguardar que nossa equipe faça uma avaliação. Nosso estilo de trabalho é por meio de formação de times de redatores, que trabalham com cada cliente. Assim, fica mais fácil você conseguir jobs e fazer sua renda mensal.

Comece com boas economias

Faça uma estimativa dos seus custos (vistos, seguro-viagem, alimentação, hospedagem, acesso a internet etc) para um sustento de 6 meses. Isso evita que você passe por perrengues financeiros e não consiga desfrutar das maravilhas do local para o qual você irá. Além disso, saiba com o que não gastar. É importante ter esse bom senso, para estar preparado caso surjam despesas emergenciais.

Pesquise sobre esse estilo de vida

É recomendado que você busque muitas informações sobre esse estilo de vida. Leia sobre outros nômades digitais (existem muitos pelo mundo todo), tente contatos com eles, conheça pessoas que já têm mais experiência nisso, tire todas suas dúvidas antes de se aventurar.

Crie metas e planeje

Planeje alguns detalhes importantes, como: a quantia de dinheiro que você precisa ganhar por dia e em qual local você conseguirá acesso à internet.

Em alguns casos, é bem comum o trabalho em coworkings, que são espaços adaptados, com vários recursos típicos de um escritório, mas usados por quem trabalha remotamente.

Além disso, saiba lidar com instabilidade de renda. Para isso, tente não depender de uma única fonte. Se você trabalha com produção de conteúdo, por exemplo, tenha vários clientes, pois se um cancelar, você não fica na mão.

E apesar de ser uma viagem, não desvie das suas obrigações: é importante você seguir uma produtividade semanal.

Tenha um seguro-saúde

Não arrisque sua saúde. É prudente contar com um seguro que possa dar acesso a médicos e dentistas onde quer que você esteja. Existem, no mercado, algumas empresas que permitem a contratação para nômades digitais. Pesquise o plano mais adequado, de acordo com sua localização e suas necessidades.

Comece com viagens pequenas

Em vez de sair do país logo no início, você pode começar indo a lugares próximos de onde você mora atualmente. Fique alguns dias e analise sua experiência e principais dificuldades. Veja quais foram seus maiores gastos e se você conseguiu ser produtivo no trabalho. Com isso, você tem uma ideia do que investir em futuras viagens.

Profissionalize-se

Se você viu que pode dar certo e pretende, então, se arriscar em viagens mais longas e distantes, outra dica legal é buscar se profissionalizar no seu ramo. Caso você trabalhe com produção do conteúdo, você pode ser MEI. Assim, você emite notas fiscais e tem a possibilidade de pagar menos impostos. Essa informação é útil, principalmente, se você for obrigado a emitir o carnê-leão.

Seja realista

Vamos ser realistas. Nem tudo é um mar de rosas, certo? Então, esteja preparado para desafios e dias mais difíceis. Saiba que nem tudo, nesse tempo, será mil maravilhas e que em alguns momentos você terá vontade de voltar mais cedo que o planejado. Mas isso não significa que você deve deixar o seu objetivo de lado. Afinal, as dificuldades existem mesmo na vida de quem não se arrisca nessas aventuras.

E então? Já sabe qual será seu primeiro lugar de destino ao se tornar um nômade digital? Não se esqueça de seguir nossas dicas e fazer tudo com cautela. Quanto mais organização e planejamento você tiver, mais chances de as coisas saírem de forma positiva.

Que tal começar seu pé-de-meia agora mesmo sendo um redator no nosso time? Cadastre-se na nossa plataforma!


Juliano Franco Duarte

CTO do Meu Redator