A arte de atrair visitas para o blog: 15 mil em 90 dias!
5 (100%) 3 voto[s]

Atrair visitas na internet é como atrair interessados para qualquer coisa que seja, também, do nosso interesse na vida. Pense bem, a todo instante, estamos tentando atrair a atenção de alguém para alguma finalidade.

Por exemplo: atrair a atenção de um par que nos interessa; de um pai, irmão ou amigo(s) para um projeto ou um “dinheirinho” necessário; de uma mãe, para que faça aquele prato gostoso que a gente até sonha; de um chefe, para conseguir o aumento desejado; ou de um cliente, para que compre nosso produto ou serviço. Assim é na vida e da mesma forma, e assim é para atrair visitas a um site / blog.

Para que consigamos chamar a atenção de alguém, no entanto, é sempre necessário pensar e repensar a abordagem, levando em conta a forma de se apresentar e pedir o que interessa, bem como a maneira, a linguagem e a objetividade do pedido. A mesma coisa vale para atrair visitas na internet.

 

Como atrair visitas a um site/blog?

Tomemos a nós mesmos como exemplo. Se alguém simplesmente escrever no Facebook para que você clique em um link, você clicaria? Por mais que a vontade seja de dizer sim, é evidente que não, pois haveria um risco (na melhor das hipóteses) de que o link seja, na verdade, um vírus, e comprometa a máquina e tudo nela salvo e instalado.

Agora, se a abordagem do pedido for outra, com uma arte, um emblema ou mesmo um conteúdo relevante em texto, certamente nós clicaríamos com mais confiança.

É o caso de quando se divulga um negócio próprio na rede. A pergunta que devemos fazer é: “Por que eu clicaria neste link para ver esse conteúdo? Por que esse conteúdo me interessa?”.

Quando pensamos que temos um negócio que pode interessar a milhares de pessoas, não basta que se espere a entrada destas pessoas no site por conta própria. É necessário trabalhar “o pedido” para que estas pessoas entrem no endereço eletrônico com uma finalidade, e vejam por si só o quanto valeu a pena tal experiência.

É preciso trabalhar o conteúdo para pedir às pessoas certas que conheçam seu serviço ou produto. E pela internet, o único jeito de chamar a atenção destas pessoas, para atrair visitas no seu site, é através do conteúdo que se apresenta a elas.

Como atrair visitas com o conteúdo certo para o público?

Esta é uma dúvida constante de milhares de pessoas. Principalmente quem procura a nossa plataforma. Tem-se a impressão de que, na internet, basta estar com o domínio em dia e site bem feito que as coisas acontecem. Errado. Tudo isso é importante, mas não é o suficiente para atrair visitas a um site / blog.

Assim, é necessário que se atente para alguns requisitos na hora de elaborar o conteúdo, tais como métricas, formatos e extensões, tipo de mensagem e periodicidade para saber se o público certo está correspondendo. Veja mais amiúde:

 

Atrair visitas através das Métricas

O primeiro passo para se produzir bons conteúdos e atrair visitas é entender o que acontece com o seu blog ou site. É preciso entender:

– Quantos visitantes o acessa (por dia, semana e mês);

– Quantas páginas são visualizadas (e quais são as mais vistas);

– De onde o público acessa o blog ou site (dispositivos utilizados);

– Sexo e faixa-etária do público;

– Localização geográfica;

Como em todos os processos de criação, em algum momento, uma ideia ou formato irá cansar o público alvo. É preciso estar pronto, com novas ideias e projetos à mão, para satisfazer as vontades de busca destes clientes. Para tanto, estes relatórios ajudarão a entender, por exemplo:

– Se o público que acessa é realmente o público alvo do negócio;

– Se o público que acessa não fica tempo suficiente para comprar ou ler o que precisa;

– Quais as ideias e trabalhos que estão fidelizando mais acessos e trazendo novos visitantes ao blog.

O primeiro passo, uma vez que o blog esteja cadastrado em uma plataforma de métricas de acesso (Google Analytics), é conferir os acessos gerais, público alvo, sexo e faixa etária, localização, além do tempo de duração dos acessos e as taxas de rejeição e de retorno, para entender quem é a persona do seu negócio e como deve ser a abordagem.

Esta métrica deve ser bem estudada para garantir acertos com os conteúdos produzidos.

 

Citemos um caso real. A empresa em questão é uma agência de marketing digital* e, neste caso, nada melhor que elucidar as dúvidas e curiosidades dos clientes, destrinchando-as em textos gerados pelo próprio time de profissionais e postados na rede.

*Lembrando que nossos conteúdos são produzidos no formato ghostwritersisso significa que os direitos dos conteúdos criados ficam com a empresa contratante. Este é o motivo por não divulgarmos os nomes dos nossos clientes e conteúdos criados.

Voltando ao caso do nosso cliente:

Existem ainda as curiosidades por parte de quem não é cliente, porque não entende as vantagens de se investir em uma agência digital para os negócios. Este público não pode ser ignorado, visto que também pesquisa no Google.

É importante observar:

– Se houve aumento dos acessos;

– Aumento do tempo de permanência;

– Aumento das páginas (sessões) visitadas no blog / site;

– Aumento da rejeição; e

– Aumento da taxa de retorno.

A taxa de rejeição é algo que sempre gera dúvidas. Ela diz respeito a saída das pessoas do site, direto pela home ou de uma página específica, sem interagir com outras páginas. Uma taxa considerada normal se estabelece em torno de 30 a 55%. Esta taxa deve ser analisada sempre levando em consideração não somente os acessos, mas as páginas visitadas e o tempo de duração.

No relatório acima, o aumento de acessos, juntamente com o aumento de páginas visitadas e a taxa de rejeição em 54%, combinadas com o tempo de 3 minutos de acesso (média), indicam que os conteúdo do site agradam e têm servido a um público específico.

Se houvesse aumento de acessos e aumento da taxa de rejeição em 80%, com tempo de permanência muito baixo, isto significaria que o público não encontra um conteúdo interessante no site, e portanto o abandona tão logo entra.

Contudo, matérias de grande divulgação tendem a apresentar alta taxa de acesso, grande tempo de permanência e taxa de rejeição que resvala ou passa os 80%. Isto também é um bom indicador, visto que a pessoa abriu o link em qualquer plataforma, leu e saiu do site. A matéria foi lida e visualizada, como se espera da campanha.

Os dados devem ser acompanhados semanalmente e mensalmente, para que se entenda se as campanhas estão surtindo efeito ou não.

Deve-se também prestar atenção quanto à taxa de retorno, pois quando os visitantes retornam com frequência a um site ou blog, é porque a fórmula na produção de conteúdo está obtendo sucesso.

 

Atrair visitas com o formato do conteúdo a ser definido

Se um time de redatores investir em conteúdos que sejam muito extensos e prolixos para um público jovem, há uma grande chance deste não lhe corresponder. Não que jovem não possa ler, afinal, isso é um estigma social criado por quem tem preguiça de escrever para o público.

Jovem gosta de ler, sim, desde que o texto seja interessante. E uma plataforma de redatores séria, com ótimos redatores freelancers, saberá aproveitar ganchos que permitam entrar nos assuntos desejados para abordar o que se queira com o público alvo.

O formato do texto seria curto, simples e direto ao público, de preferência com linguagem informal. Um vídeo ou uma arte para redes sociais também seguem o mesmo padrão: clean, curto, objetivo, e de preferência, com linguagem própria ao público.

 

Extensão do conteúdo

A extensão é algo para se preocupar. Um texto muito longo se torna cansativo. Se a letra for bem pequena, por mais que seja interessante, cansará as vistas do leitor. No caso de qualquer impresso, letras serifadas ajudam a aumentar a concentração da leitura, ao passo que no meio digital, as letras sem serifa cansam menos as vistas por conta da luz emitida pela tela.

Um ótimo texto pode ter 500 palavras, 1.000 palavras, 2 mil ou um pouco mais, desde que tenha coesão e coerência e esteja bem articulado. Um vídeo, dependendo do tempo de duração e do formato, pode demorar demais para abrir em um celular ou cansar pelo conteúdo. Recomenda-se atualmente, para a internet, que os vídeos estejam com extensões em mp4 / Codec AVC(H264), e o áudio em codec AAC, taxa de 44100 HZ.

Uma arte para impressão, seja qual for o tamanho, deverá estar configurada em CMYC, com resolução em 300 dpi’s, podendo ter a extensão salva em JPG ou TIF. Se for uma arte digital, deve-se trabalhar as cores em RGB, além de uma resolução de 72 dpi’s e extensão em png, o que aumentará a qualidade da imagem na tela.

Áudios para podcast e outras plataformas, tais como uma rádio web, devem sempre ser gravados em extensão mp3 ou AAC, dada a qualidade e pouco peso.

Esses são alguns poucos, dentre inúmeros detalhes, que fazem diferença na hora de promover o negócio com bons conteúdos. Bons redatores em uma plataforma de redator séria estarão preparados para esse desafio.

 

Atrair visitas com o tipo de mensagem e palavras-chaves

Como em tudo na vida, a criatividade é algo imprescindível ao criar bons conteúdos e não pode faltar ao bom redator. E claro, é preciso um pouco de leitura e de estudo para ter boas ideias. Um bom time de redatores necessita, acima de tudo, deste preparo, para poder executar qualquer trabalho em qualquer área a contento. Ler um pouco de tudo se faz necessário e, pensar fora da caixa, sempre.

Contudo, quando se trata de produção textual na internet, o uso de palavras-chaves se faz essencial. O redator não pode ignorá-las, porque são elas que conduzem o leitor a uma matéria, site ou blog, logo após este pesquisar no google um termo ou palavra.

Peguemos como exemplo uma marca de roupas jovens e descoladas. Se esta marca de roupas necessita de conteúdo em texto, não adianta falarmos da qualidade do tecido nem contar a história da moda pelo mundo, em um texto com mais de 4 páginas, pois ninguém o lerá. Não importa a idade.

É preciso saber o que as pessoas pesquisam neste sentido, a respeito da roupa jovem. Malha confortável, malha jovial, roupa descolada, são exemplos de termos de pesquisas por quem deseja comprar este item na internet. Assim, será importante incluí-los na elaboração de um texto que poderá abordar:

– As tendências e combinações que podem trazer conforto e elegância a todos os estilos;

– As formas e vantagens que a roupa desta marca traz a quem a utiliza. Por exemplo, não ter a necessidade de passá-la a ferro.

Provavelmente, já teremos algum sucesso. Até porque, quem é jovem, tem o tempo todo corrido e a cabeça voltada a outras preocupações, independente se sabe ou não passar roupa! Assim, este público vai adorar a novidade – e vai buscar sempre mais!

E o mais importante, tais palavras-chaves vão alavancar as buscas pelo seu conteúdo. O Google entende que, quanto mais palavras-chaves e mais alinhado o texto for com relação ao tema, maior será a sua relevância nas pesquisas, e portanto, auxiliará a ficar entre as primeiras posições de busca.

Legenda: Métricas do site do cliente
TO = Tráfego orgânico

NK = Número de palavras-chaves nas primeiras posições do Google
BL = Backlinks (Sites que indicam o site do cliente)
Entre outras métricas que o Meu Redator analisa.

Quando o redator produz um bom texto com base nestas palavras-chaves, acompanhando as métricas ele sabe reconhecer as que estão trazendo maior tráfego orgânico ao blog. É o público que se aproxima sem que tenha sido feito qualquer investimento em plataforma ads (tráfego pago).

Alguns gráficos mostram ainda o número de palavras-chaves usadas no texto e a posição destas no ranking de busca do Google. Imagine que um redator freelancer ou uma plataforma de redator consiga entender todas essas métricas e projetar conteúdos calcados nelas e no que o público alvo deseja? Imagine o sucesso destas campanhas?

Os Backlinks também são essenciais, e dizem respeito aos links recebidos por um site ou página da web, que gera tráfego orgânico e consequentemente aumenta a pontuação do site.

 

Atrair 15 mil visitas em 90 dias é possível!

Não se trata de uma proposta absurda.

Como se pode ver, existe toda uma complexa estratégia que aqui foi apresentada apenas resumidamente . Na prática, existe um conjunto ainda maior de ações que pode trazer um retorno dez vezes maior em um período mais amplo.

Quando o assunto é conteúdo e marketing digital, não basta contratar qualquer redator freelancer ou pensar que qualquer um pode ser redator. O melhor a fazer é contratar uma boa plataforma de conteúdos para gerir todo o serviço com o pacote completo que você precisa. E precisando, nossos mais de 14.000 redatores e equipe estão aqui para te ajudar!

 

Escrito por:


Juliano Franco Duarte
CTO do Meu Redator