Exemplos de snippets: como chegar à posição zero no topo do Google
3.9 (78.75%) 16 votos

O que pode ser melhor que conquistar o primeiro lugar no Google? Conquistar a posição 0! Snippets são aquelas caixas destacadas que aparecem com uma resposta curta quando um usuário realiza alguma busca. Elas são mostradas antes da primeira posição do resultado orgânico, por isso o entusiasmo de muitas pessoas em conseguir alcançá-las.

O intuito do motor de busca é oferecer ao seu usuário uma boa experiência, facilitando sua vida ao querer encontrar informações. Portanto, quem faz a seleção da melhor resposta é o próprio Google. A boa notícia é que é possível entender um padrão recorrente nessas caixas destacadas, para que o trecho do seu post seja escolhido.

Quer superar todos os seus adversários na SERP? Então continue com a gente!

 

O que são snippets?

Então, como já dito, os snippets, também chamados de featured snippets, são aquelas caixas de resposta que aparecem após uma busca no Google. Elas servem para facilitar a leitura e o entendimento do usuário, pois apresentam, em realce, um resumo direto, em breves palavras e de forma organizada.

Um dado interessante sobre essa forma de apresentação de resultados é que, apesar desse realçe, o site de onde tenha o trecho do texto retirado pode muito bem estar relacionado em posições inferiores, aparecendo no sexto ou sétimo lugar da busca. O que o Google vai olhar, nessa questão, é se as respostas podem ser apresentadas de forma objetiva.

Três situações podem ainda acontecer:

A primeira é que o mesmo post pode, também, conseguir atingir vários snippets ao mesmo tempo. Desde que, claro, ele saiba agradar às exigências do Google;

A segunda é que um link que tenha ido para o snippet pode perder seu grande realce se ele não conseguir muitos CTR, ou taxas de cliques. Isso nos prova que, além de alcançar essa posição, a relevância do site e a experiência que a pessoa tem ao ler o texto são ainda muito significativas;

A terceira situação é que nem toda busca vai apresentar a caixa de respostas, pois isso vai depender de fatores como a forma que o usuário digita a palavra-chave no buscador. As keywordslong tail, principalmente as que contêm algum tipo de pergunta (como, o que, por que, quando) têm possibilidade maior de se sobressaírem nesse modo.

 

 

Mas nem toda caixa é featured snippet!

Por exemplo, se você digitar no buscador “tamanho da estátua da liberdade”, verá duas caixas aparecendo. A do snippet terá a fonte de onde o Google tirou a informação, que no caso foi a Wikipédia.  A outra caixa, a que aparece antes, é chamada de Knowledge Graph. Os bots do motor de busca juntam as informações e apresentam dessa forma ao usuário. Note que não há citação de onde os dados foram tirados. Por ser algo do próprio Google, não há como tirar a posição dele.

 

Qual a importância do lugar 0?

O Google, volta e meia, está se atualizando para conseguir entregar sempre a melhor resposta a quem o utiliza. Apesar de ele ainda ser um gigante das buscas e considerado o oráculo dos nossos tempos, ele tem seus concorrentes no mercado. Dessa forma, para garantir seu domínio dentre outros buscadores, ele precisa estar sempre investindo em melhorias.

A previsão é que, com o tempo, mais e mais respostas sejam apresentadas em formatos que facilitem ao usuário encontrar o que ele quer. Sabendo disso, negligenciar a tentativa de conseguir colocar sua bandeira lá no topo da montanha pode fazer você cair inúmeras posições, tendo que recomeçar toda a sua subida.

Quando um trecho do seu texto aparece nos snippets, seu site tem uma chance muito maior de ganhar mais CTR, o que faz o buscador entender que ele é relevante às pessoas que estão utilizando o serviço. A consequência é que isso vai ajudá-lo a ganhar mais umas posições, podendo até fazer você roubar os cliques que iriam para o primeiro colocado.

Se o primeiro lugar já é merecedor de medalha pelo esforço com todas as ações de otimização a fim de aperfeiçoar o posicionamento do site nos resultados orgânicos, estar em uma caixa de destaque é como se fosse aquele “honra ao mérito” que apenas os melhores alunos levam para casa e podem mostrar com todo orgulhoso para os pais.

 

Quais os exemplos de snippets?

Os snippets podem aparecer em formas diferentes, por isso, vamos distingui-los.

 

Resumo na introdução

Em forma de parágrafos, que respondem objetivamente à pergunta, contêm a palavra-chave e vêm na introdução. Geralmente, são apresentadas após a busca com uma long tail.

Exemplo: ao digitar “quem foram os vikings”, aparecerá uma caixa com uma resposta resumida.

Resposta após H2 ou H3

Junto com o estilo de resumo da introdução, outro formato bem comum que podemos encontrar é com a pergunta no H2 ou H3, e no parágrafo seguinte a resposta para tal.

Exemplo: a palavra-chave usada foi “maior celular do mundo”. A caixa apresentará diretamente uma resposta. Se você clicar no link da referência, verá que o trecho foi retirado de um H3 quase no final da página.

 

Listas

Aqui é mostrado o resultado em formato de uma lista. É comum aparecer em receitas ou keywords com “como fazer” ou “(x) dicas”. Pode vir em 3 tipos: com lista enumerada, com bullet points ou com cada um dos H3 do texto servindo de item.

Um exemplo: com a palavra-chave “dicas para abrir uma empresa”, o Google mostrará o snippet em forma de lista. Note que nesse caso, os itens listados são apresentados em forma de H3 no site de referência.

Outro exemplo: inserindo no buscador “como fazer ponche”, aparecerá a receita na caixa, em uma enumeração.

 

Tabelas

Servem para comparações de produtos ou de preços, entre outros. É o menos comum, mas não deixa de ser útil ainda assim.

Exemplo: colocando a palavra-chave “qual o melhor celular custo-benefício”, será apresentada uma caixa em formato de uma tabela, com o nome de cada aparelho.

 

Como ficar antes da primeira posição no Google?

Não há um método garantido e o próprio Google não é muito claro em relação a isso. Analisando um padrão dos conteúdos selecionados para os snippets, o que vemos é que a maioria usa a palavra-chave long tail. Muitos, ainda, estão respondidos em modelos que usem as expressões “como”, “o que”, “por que”, “quando” etc. O bom uso de H2, H3, listas (enumeradas ou bullet points) e tabelas também estão dentro.

O Google percebeu que a maioria dos usuários tem feito pesquisas em forma de perguntas, por isso pretende mostrar a ele aquilo que ele entende responder. Sendo assim, backlinks, autoridade da página e domínio não necessariamente vão influenciar.

Há ainda, segundo um estudo feito pela MOZ, uma relação com o tamanho dos snippets.

  • para resumos na introdução ou resposta logo após um H2, a média foi de 45 palavras (ou 293 caracteres). Porém, foram também encontrados resultados com o dobro disso;
  • para listas, a média foi de 4 itens e aproximadamente 10 palavras em cada;
  • para tabelas, a média foi de 3 fileiras e 2 colunas.

Ainda cabem aqui 2 detalhes:

  • algumas vezes, aparecer nos snippets pode fazer com que o site perca alguns cliques, pois o usuário já obtém o resultado que queria, sem nem precisar entrar nele. Para evitar isso, ofereça uma resposta, com mais ou menos a quantidade de palavras indicada, mas que ao mesmo tempo instigue a curiosidade dele em saber mais;
  • muitos snippets de lista apresentam mais itens que a média verificada. O próprio Google coloca embaixo uma tag com “ver mais”. Isso pode fazer com que o leitor entre no site para verificar o restante da resposta.

 

Em curadoria de conteúdo já publicado

Analise as keywords que estão rankeadas na primeira página do motor de busca, pois são as mais fáceis de serem mostradas em realce. Veja o que pode ser otimizado, por exemplo: incluir listas, melhorar os H3, diminuir a quantidade de palavras na frase que tenha a palavra-chave com a resposta.

 

Na aplicação em conteúdo para produzir

Pesquise as palavras-chave do seu nicho, que estão em snippets. Você pode utilizar também uma ferramenta para analisar as melhores keywords, como o SEMRush, que é uma das melhores e usada por grandes empresas no mercado, como a MOZ.

Pense em como o usuário poderia fazer a pergunta ao Google, se tivesse atrás de uma resposta. Talvez você já tenha percebido que o próprio buscador, ao entregar um resultado de pesquisa, mostra uma caixa com a tag “as pessoas também perguntam”. Você pode se inspirar nessas sugestões para as long tails.

 

Conclusão

Conseguir aparecer em destaque pode ser excelente para conseguir mais autoridade e puxar cliques para o seu site. Porém, as práticas já conhecidas de SEO, linkbuilding e de produção de conteúdos relevantes para a persona não podem ser deixadas de lado, pois o que pode influenciar também no ranking é você conseguir mais CTR para a page e diminuir o bounce rate.

Os resultados costumam vir em médio prazo, mas caso você ache que está demorando muito, reavalie as outras métricas, tente analisar se há outro problema com o site e mais uma vez, refaça a otimização em prol de conseguir os snippets no Google.